Informação estatística sobre:

POPULAÇÃO DESEMPREGADA (2011)

Informação Censos

Portugal – 662.180
Centro – 116.014
Região do Médio Tejo – 11.437

CIM Medio Tejo desempregados

Fonte: Datacentro

 

Segundo informação censitária, em 2011 a Região do Médio Tejo representava 9,86% do total da população desempregada da Região Centro.

O município com maior número de população desempregada foi o de Abrantes, representando 19,81% da população desempregada do Médio Tejo.

O município com menor número de população desempregada foi Vila de Rei, representado 0,89% da população desempregada do Médio Tejo.

POPULAÇÃO EMPREGADA (2011)

Informação Censos

Portugal – 4.361.187
Centro – 940.211
Região do Médio Tejo – 95.547

CIM Medio Tejo empregados

Fonte: Datacentro

 

Segundo informação censitária, em 2011 a Região do Médio Tejo representava 10,16% do total da população empregada da Região Centro.

O município com maior número de população empregada foi o de Ourém, representando 19,95% da população empregada do Médio Tejo.

O município com menor número de população empregada foi Vila de Rei, representado 1,12% da população empregada do Médio Tejo.

EMPRESAS POR SEDE (2012)

Portugal – 1.062.782
Centro – 230.274
Região do Médio Tejo – 22.317

CIM Medio Tejo número de empresas

Fonte: INE

 

Em 2012, o número de empresas por sede na Região do Médio Tejo representava 9,69% do total do número de empresas da Região Centro.

O município com maior número de empresas por sede foi o de Ourém, representando 22,92% do total do número de empresas do Médio Tejo.

O município com menor número de empresas por sede foi Vila de Rei, representado 1,21% das empresas por sede do Médio Tejo.

VOLUME DE NEGÓCIOS DE EMPRESAS POR SEDE (2012)

Portugal – 325.870.314,20
Centro – 51.916.446,85
6.172.526,87

CIM Medio Tejo volume de negócios de empresas

Fonte: INE (Unidade: milhares de euros)

 

Em 2012, o volume de negócios de empresas por sede na Região do Médio Tejo representava 11,89% do volume de negócios da Região Centro.

O município com maior volume de negócios de empresas por sede foi o de Alcanena, representando 28,23% do total do volume de negócios do Médio Tejo.

O município com menor volume de negócios de empresas por sede foi Vila de Rei, representado 0,41% do volume de negócios das empresas do Médio Tejo.

TAXA DE COBERTURA DAS IMPORTAÇÕES PELAS EXPORTAÇÕES (2013 PO)

Portugal – 83,06%
Centro – 125,45%
Região do Médio Tejo – 110,80%

CIM Medio Tejo taxa de cobertura

Fonte: INE

 

De acordo com dados provisórios do Instituto Nacional de Estatística, em 2013 a taxa de cobertura da Região do Médio Tejo foi de 110,80%.

O município com maior taxa de cobertura foi Sardoal, seguido de Constância e de Tomar.

O município com menor taxa de cobertura foi Alcanena, seguido de Mação e de Vila Nova da Barquinha.

EXPORTAÇÕES (2013 PO)

Portugal – 47.266.499,85
Centro – 9.051.039,42
Região do Médio Tejo – 702.276,40

CIM Medio Tejo Exportações

Fonte: INE (Unidade: milhares de euros)

 

De acordo com dados provisórios do Instituo Nacional de Estatística, em 2013 o volume de exportação na Região do Médio Tejo representava 7,76% das exportações da Região Centro.

O município com maior volume de exportação foi o de Abrantes, representando 27,64% do total das exportações do Médio Tejo.

O município com menor volume de exportação foi Vila de Rei, representado 0,002% do total das exportações do Médio Tejo.

IMPORTAÇÕES (2013 PO)

Portugal – 56.906.067,12
Centro – 7.214.616,74
Região do Médio Tejo – 633.807,78

CIM Medio Tejo importações

Fonte: Fonte: INE (Unidade: milhares de euros)

 

De acordo com dados provisórios do Instituto Nacional de Estatística, em 2013 o volume de importação na Região do Médio Tejo representava 8,79% das importações da Região Centro.

O município com maior volume de importação foi o de Alcanena, representando 44,53% do total das importações do Médio Tejo.

O município com menor volume de importação foi Sardoal, representado 0,0001% do total das importações do Médio Tejo.

PRODUTIVIDADE APARENTE DO TRABALHO (2012)

Portugal – 21,63%
Centro – 18,22%
Região do Médio Tejo – 18,6%

CIM Medio Tejo PAT

Fonte: INE Fórmula de Cálculo: (Valor acrescentado bruto das empresas por município da sede, segundo a CAE-Rev.3, 2012)/(Pessoal ao serviço nas empresas por município da sede, segundo a CAE-Rev.3, 2012)*100

 

Em 2012, a produtividade aparente do trabalho da Região do Médio Tejo foi de 18,6%, acima da produtividade do Centro (18,22%).

O município com maior produtividade aparente do trabalho foi Constância, seguido de Abrantes e de Alcanena.

O município com menor produtividade aparente do trabalho foi Vila Nova da Barquinha, seguido do Sardoal e de Vila de Rei.

Conceitos
Empresa (INE)
“Entidade jurídica (pessoa singular ou colectiva) correspondente a uma unidade organizacional de produção de bens e/ou serviços, usufruindo de uma certa autonomia de decisão, nomeadamente quanto à afectação dos seus recursos correntes. Uma empresa pode exercer uma ou várias actividades, em um ou em vários locais.”Volume de Negócios (INE)
“Quantia líquida das vendas e prestações de serviços (abrangendo as indemnizações compensatórias) respeitantes às actividades normais das entidades, consequentemente após as reduções em vendas e não incluindo nem o imposto sobre o valor acrescentado nem outros impostos directamente relacionados com as vendas e prestações de serviços.”

Taxa de cobertura das importações pelas exportações (INE)
“Percentagem do valor da importação de bens que é coberta pelo valor da exportação de bens.”

Região de Aveiro »